Faça o que eu faço, não o que eu digo

Faça o que eu faço, não o que eu digo 22 de fevereiro de 2013 Nenhum Comentário Postado por Cássio Paixão

Se a frase lhe pareceu invertida, talvez lhe conforte saber que não é o(a) único(a) a perceber isso. A pífia frase “Faça o que eu digo, não faça o que eu faço” esteve presente em minha formação e arrisco a dizer que em de outros milhões também. O mundo é como é por causa das atitudes tomadas por pessoas, não por palavras. Convencer alguém a fazer algo que você não faria é como tentar vender um produto pelo qual você não pagaria: falhas inevitáveis na comunicação, que poderão levar a atitudes indesejáveis (ou mesmo nenhuma atitude…).

Palavras são bem úteis para explicar um conceito, divulgar uma ideia ou mesmo criticar, porém são as atitudes que farão a diferença, provocarão mudanças e darão sentido às palavras. Podemos perceber que muitos conceitos são melhor entendidos quanto exemplificados: sustentabilidade, negócios sociais, pró-atividade, ou mesmo o próprio empreendedorismo. Exemplos contam histórias (sugiro leitura e vídeo sobre isso), que costumam nos inspirar muito mais que palavras.

E você? Que atitude tem tomado para ser exemplo?

 

(Cássio Paixão, buscando ser exemplo de empreendedor)

Faça o que eu faço, não o que eu digo

(chega de palavras, tome atitudes)

Sobre - Cássio Paixão

Pós-júnior, mestrando em Ciência da Computação pelo IME/USP. Foi diretor de Qualidade e Vice-presidente da No Bugs. Hoje atua na Fundação Estudar para que cada vez mais gente boa possa agir grande e melhorar o Brasil.

Veja também...

0 Comentários

Deixe o seu comentário!