Atitudes que levam sua empresa à falência

Empresa-Falência 18 de junho de 2012 1 Comentário Postado por Wadson

Um estudo realizado pelo Sebrae mostra que grande parte das empresas  fecham antes de completar um ano. E este número só aumenta com o passar dos anos. Devemos tomar cuidado com pequenos deslizes que separadamente ou em conjunto podem  levar sua empresa a falência.

1º Não ter um Plano de Negócios

Iniciar uma empresa sem ter seus objetivos traçados, faz com que seus empregados e até mesmo você não tenha de forma realista onde quer chegar. Em situações de decisão, pode optar por um caminho incoerente com a realidade da empresa.

2º Não fornecer capacitações

Uma empresa que não capacita seus funcionários ou que não os incentivam a obter uma capacitação, esta fadada ao fracasso, pois devido a grande concorrência do mercado, funcionários com baixa capacitação profissional tendem a produzir produtos de baixa qualidade, logo, sua empresa não satisfará o mercado consumidor que está cada vez mais exigente.

3º  Gastos pessoais X Gastos da empresa

Confundir os gastos pessoais com os gastos da empresa  quase sempre leva o negócio para o buraco. Os pequenos e microempresários devem-se atentar a este erro pois geralmente utilizam o dinheiro gerado pela empresa para quitar gastos pessoais e isto pode levar a um grande desfalque no caixa da empresa, prejudicando assim o poder de reinvestimento  e até mesmo diminuir o capital de giro.

4º Atuação em um mercado desconhecido

Antes de abrir uma empresa devem ser levados  em consideração vários aspectos, como:  gastos com matéria prima,  transporte, armazenagem, mão de obra qualificada e principalmente o mercado consumidor, pois de nada adianta produzir muito e não conseguir vender a produção de forma satisfatória. Além disso, deve-se sempre buscar conhecimento sobre a área de atuação, pois ele é a peça chave para o sucesso. Nunca deve-se abrir um negócio pelo simples fato de achar que ele pode dar certo.

5º Investimento sem analisar o custo benefício

Muitas vezes a empresa até possui capital para investir em compra de maquinário, melhorias de suas instalações, mas faz seu uso de forma indevida. Portanto sempre que for investir o capital disponível, analise se realmente o gasto acarretará grandes benefícios e se satisfará as necessidades operacionais.

6º Acumular dívidas

O acumulo de dívidas nunca é bom para o empreendimento, pois geralmente as taxas de juros são elevadas e fazem com que o empreendedor nunca consiga quitá-las por completo, ou seja, vira uma “bola de neve”, até que por fim a empresa declara a falência.

7º Vendas a prazo

Vender a prazo é uma forma de atender aos mais diversos tipos de clientes, mas deve-se atentar  a situação financeira do cliente, pois um possível calote pode provocar um grande desfalque no caixa da empresa.

8º Remuneração indevida

Este equívoco pode levar sua empresa a falência, pois remunerar  o profissional, não pelo seu trabalho ou realidade da empresa, e sim pelo fato de parentesco ou de ser dono, pode fazer com que os demais funcionários  se sintam desmotivados, afetando assim a produção.

As situações supracitadas parecem simples de serem evitadas, mas nem sempre isto acontece. Atente-se a essas situações de erro  e faça com que sua empresa se desenvolva.

Sobre - Wadson

Graduando em Ciência da Computação na UFV e Gerente Financeiro da No Bugs.

Veja também...

1 Comentário

  1. Claudinei disse:

    E é bom reforçar que alguns destes passos devem ser constantemente revisados. Por exemplo, o melhor investimento para hoje pode não ser mais o melhor para daqui 6 meses, e muitos não enxergam isso.

    Muitas empresas, que até possuíam um bom negócio no início, quebram por não se adaptarem ou por não perceberem as mudanças do mercado. Aí a concorrência faz a festa.

    Dicas muito boas, Wadson!

Deixe o seu comentário!